Nanofiltração

 

A Nanofiltração (NF) é um processo de membranas conduzido por pressão em que as condições de funcionamento e o desempenho no tratamento estão entre a osmose inversa (OI) e a ultrafiltração (UF). Ao contrário da ultrafiltração, a nanofiltração com membranas elimina em larga escala a matéria orgânica dissolvida e apresenta uma rejeição elevada de iões multivalentes tais como cálcio, magnésio ou sulfato. Em comparação com a osmose inversa, a nanofiltração apresenta uma eliminação moderada de iões monovalentes (sódio e cloreto), mas requer uma pressão mais baixa e consequentemente menos energia. As membranas de nanofiltração e de osmose inversa enroladas em espiral, que são vulgarmente utilizadas no tratamento de água potável, em aplicações industriais e na reutilização de água, apresentam algumas limitações em termos de controlo da colmatação:

  1. Os materiais utilizados nas membranas NF e OI apresentam uma baixa resistência química a agentes oxidantes tais como o cloro.
  2. As membranas planas de NF e OI configuradas em módulos enrolados em espiral possuem pouca resistência mecânica, o que impossibilita a aplicação de processos físicos de lavagem em contracorrente vulgarmente utilizadas nas membranas de UF e MF.
  3. Devido ao espaço reduzido dos canais de retido da configuração em espiral, é necessário garantir uma elevada qualidade da água afluente submetendo-a a um pré-tratamento intensivo para evitar a colmatação e entupimento das membranas de NF e OI.

 

membranes_2

 

O projeto aWARE irá avaliar membranas de NF de fibra oca, que possuem a flexibilidade e as vantagens das membranas de UF no que se refere às estratégias de controlo de colmatação, menores exigências de pré-tratamento em comparação com as membranas convencionais de OI e NF enroladas em espiral, e uma maior rejeição de matéria orgânica dissolvida, incluindo poluentes prioritários e emergentes.

 

O projeto aWARE permitirá também analisar a viabilidade de utilização das membranas de nanofiltração de fibra oca em combinação com um processo biológico de forma a separar a biomassa produzida e a obter um efluente tratado de elevada qualidade, conseguindo-se assim efetuar o tratamento e a recuperação da água num passo único.