Poluentes prioritários e emergentes

 

A diretiva-quadro da água 2000/60/CE (DQA) (CE, 2000) estabeleceu normas de qualidade ambiental (NQA) para 33 Poluentes Prioritários (PP). Para poder alcançar um “bom estado químico” das massas de água e cumprir os NQA para os PP antes de 2015, os Estados Membros deverão implementar medidas destinadas a controlar as suas emissões. Além das Substâncias Prioritárias (SP), um conjunto de Poluentes Emergentes (PE) que podem ser incluídos na lista de SP das versões atualizadas da DQA, estão também a ser considerados. Os compostos farmacêuticos, em particular, são um grupo de contaminantes emergentes que estão a receber uma atenção crescente devido aos seus potenciais efeitos nocivos para o meio ambiente e para a saúde humana.

 

A implementação das atuais normas da  DQA  (e das que vierem a ser exigidas num futuro próximo) em termos de poluentes prioritários e emergentes requer a monitorização e controlo da sua concentração, mantendo-a abaixo dos limites estabelecidos, de forma a garantir a proteção dos ecossistemas aquáticos. A fonte principal de poluentes prioritários e emergentes no ciclo da água são as águas residuais de origem industrial, agrícola e urbana. Visto que a maior parte das águas residuais geradas no ciclo urbano da água são tratadas em estações de tratamento de águas residuais (ETAR) convencionais, que não estão preparadas para a remoção de poluentes prioritários e emergentes, os seus efluentes foram identificados como sendo a principal fonte de contaminação no meio aquático.

 

A prevenção da emissão de poluentes prioritários e emergentes para o meio ambiente através dos efluentes das estações de tratamento de águas residuais requer o desenvolvimento de tecnologias de tratamento que assegurem a qualidade da água descarregada nos meios recetores. Devido à necessidade de ultrapassar a escassez e melhorar a utilização de recursos de água alternativos, as estações de recuperação e reutilização devem ainda ter em consideração os contaminantes prioritários e emergentes de forma a fornecer  água de qualidade adequada ao uso a que se destina.